Como Preparar Um Ritual Fúnebre?

Planear um serviço funerário pode ser bastante esmagador. Ninguém fala sobre o que fazer quando um ente querido morre. Tentar organizar o funeral depois de uma tragédia pode ser uma das coisas mais difíceis que você já enfrentou. A maioria das pessoas não tem experiência em planear um serviço memorial e realmente não sabe por onde começar. Independentemente disso, alguém ainda precisa planear o serviço fúnebre.

1: Transporte do corpo
A primeira coisa que precisa ser cuidado é o transporte do corpo para uma funerária ou crematório. Se um ente querido morre em uma casa de repouso ou hospital, o processo de transporte é muito simples. Esses tipos de instalações de saúde quase sempre têm estabelecidos procedimentos para lidar com um corpo. Mais commumente, a instalação primeiro ligar-lhe-á para notificá-lo da morte e perguntará qual que funerária transportará o corpo. Alguns lares de idosos e hospitais até têm seu próprio pequeno crematório para preservação de curto prazo do corpo, o que lhe dará ainda mais tempo para organizar o funeral. Se o ente querido faleceu em sua própria casa ou fora de um estabelecimento de saúde, a sua primeira necessidade é ligar para um número de não emergência ou mesmo o 112. Isso permitirá que os técnicos enviem um médico legista em vez de desperdiçar o tempo em socorristas médicos.

2: Registos de arquivo e obtenção de permissões
As leis estaduais exigem que o funeral, o legista ou, no caso de um funeral domiciliar, seja quem for o responsável, que preencha o conjunto de documentos relativos ao Registo de Morte e que também tenha obtido uma Autorização de Enterro. Ambas as formas estão frequentemente disponíveis online. Este resumo da morte certificada é o documento que a maioria das organizações exige como prova do óbito. Por exemplo, se o recém falecido tiver uma apólice de seguro de vida, a empresa não fornecerá benefícios sem este documento. Cartões de crédito e outras contas financeiras relacionadas a bancos também exigem uma Certidão de Óbito, como prova de morte. O atestado de óbito precisa ser verificado com muito cuidado em busca de erros. Se a data da morte for inserida incorretamente, o atestado de óbito impresso mostrará a data errada da morte, o que poderia ser um problema no fecho de contas, na liquidação de sinistros, etc.

3: Notificar a Família e os Amigos
Você vai querer entrar em contato com todos os outros membros da família imediata do falecido primeiro como eles merecem saber sobre a morte o mais rapidamente possível. Este é um telefonema difícil de fazer, então leve o seu tempo. Você não precisa de ligar para todas as famílias e amigos imediatamente. É aconselhável que outro membro próximo da família ajude a contactar alguns familiares e amigos, consigo. Você também vai querer notificar outras partes relevantes, como por exemplo o médico, empregador, grupo fraternal ou religioso, empresas de seguro de saúde e vida, empresas de cartão de crédito, ginásios, clubes ou organizações que participaram, entre tudo o que assim entender. Você deve descobrir se o recém falecido tinha algum dependente ou animal de estimação do qual eles cuidem. Se eles têm um dependente ou um animal de estimação, então um plano deve ser discutido com a família sobre como lidar com a situação. Se eles vivessem sozinhos, alguém precisaria de vigiar a casa da pessoa e protegê-la. A coleta de correspondências também fornecerá informações valiosas sobre faturas, números de contas, organizações e outras pontas soltas que precisam ser amarradas.

Etapa 4: Planeando o Funeral
Este passo é tão difícil quanto você o faz e realmente depende de quão elaborado você quer que o serviço funerário seja. O processo de organização do serviço funeral real consiste principalmente em: escolher um local e data/hora para o funeral, enviar convites, se o local permitir e fornecer alimentos e bebidas. Você pode querer perguntar especificamente a alguns convidados se eles gostariam de preparar um elogio ou discurso para o funeral e não deve se preocupar tanto em tentar planear um funeral memorável com todos os sinos e. O mais importante é garantir que as pessoas próximas ao falecido sejam informadas da morte. É importante ter em conta, ao longo do processo fúnebre, bem como após o enterro, questões de higiene e segurança como eventuais desinfestações que possam ser necessárias ou outras atenções relacionadas com a saúde da envolvente.

O pano de fundo de uma tragédia é que ela pode reunir uma família enlutada e ajuda a formar laços mais fortes. Embora seja tentador tentar planear um funeral único com decorações especiais e contratar alguns músicos. Em última análise, tudo isso vem em segundo lugar para as pessoas que participam no funeral e as lembranças que trazem consigo.

Como escolher uma urna

Este é um mundo completamente diferente daquele que estamos acostumados a viver. É sempre um momento difícil e muitas vezes não sabemos o que temos que escolher.

Este artigo vai ajudá-lo a saber mais informações sobre o tipo de urnas que existem e qual é que melhor se adequa ao seu gosto.

Os mais tradicionais são os de madeiras, mas hoje em dia já existem inúmeras opções. Fique a conhecer cada uma delas:

  • Urna biodegradável – esta urna é ideal para aqueles que querem ser cremados, a ideia é fazer das cinzas o renascer de algo;
  • Urna hidrossolúvel – produzida com argilas naturais, também é destinada aqueles que pretendem a cremação. Por ser feita em argila quando são depositadas na água vão se dissolvendo ao longo do tempo sem prejudicar o ambiente;
  • Urnas personalizadas – estas urnas são para aqueles que pretendem uma homenagem especial, a ideia é que seja personalizada, ou seja, podem escolher o que leva a urna, como pinturas, ou no caso de ser uma urna infantil colocar personagens em homenagem a quem partiu. Estas urnas podem ser escolhidas tanto na cremação como numa sepultura normal.
  • Caixão de papelão – este é para aqueles que desejam uma sepultura tradicional, a grande vantagem é que não degrada o meio ambiente, são bastantes resistentes à humidade e aguentam até 200kilos.

Como vê existem várias opções, claro que não é uma altura fácil para entender tudo isto, mas pergunte sempre as opções que existem. No caso de ser um enterro tenha em conta os cuidados que são necessário, para saber como desinfestar uma campa viste o site de desinfestações.

Urnas biológicas – que árvore gostaria de ser depois da morte?

Certamente já ouviu falar de urnas biológicas, alguns criticam outros adoram. Hoje, vamos esclarecer todas as dúvidas em relação a este assunto.

De uma forma simples, as urnas biológicas consistem na utilização das cinzas para dar origem a uma árvore, preservando assim a memória de alguém que já partiu de uma forma mais bonita.

Atualmente, existem várias empresas que prestam este tipo de serviço, mas o conceito é sempre o mesmo, aproveitar os restos mortais humanos como composto fértil para promover o crescimento de árvores, através dos nutrientes que os corpos libertam.

Os criadores da ideia apontam vários aspetos a favor deste novo método:

  • Em primeiro lugar, as urnas biológicas são amigas do ambiente, visto que evitam a desflorestação para produção de caixões;
  • A criação de árvores origina, consequentemente, uma fonte natural de oxigênio;
  • Diminui a poluição causada por um funeral, por exemplo os produtos utilizados na fabricação de um caixão tradicional são colocados no subsolo, poluindo-o.
  • Para além de que os cemitérios têm imensos problemas com infestações de bichos devido à decomposição de corpos. Sendo recorrente a subcontratação de serviços de empresas de desinfestações.

Por sua vez, de um ponto de vista religioso, o funeral é uma cerimônia tradicional adotada pela humanidade há muitos anos, que na maioria das religiões envolve o enterro do corpo num caixão. As urnas biológicas vieram revolucionar este método, não indo de acordo com as práticas previstas nos documentos sagrados. Nestas situações, cabe aos familiares decidirem que tipo de ritual adotar para uma despedida eterna com alguém que lhes é importante.

E vocês que método escolheriam?

Como escolher flores para funerais?

Mulher num funeral com pétalas de flor num cesto para colocar no caixão.

O funeral é um momento emocionante na vida de qualquer pessoa, já que família e amigos do falecido se reúnem para dizer o último adeus ao seu ente querido. Nestes momentos, as flores desempenham um papel particularmente importante já que traduzem a vida dos entes queridos que partiram bem como o amor que aqueles que ficam sentem por eles. Quando um ente querido morre, é natural deixar uma demonstração de compaixão, uma homenagem, muitas vezes metaforizada em simbólicas flores e arranjos florais. É por esta razão que é tão importante selecionar flores apropriadas para uma cerimônia fúnebre.

Antes de falarmos especificamente sobre cada flor para funeral, deixamos aqui uma pequena lista das flores mais comuns e apropriadas para uma cerimónia fúnebre:

Cravos
Crisântemos
Lírios
Rosas
Gladíolos
Tulipas
Orquídeas
Narcisos

A escolha de flores para funerais depende obviamente do gosto de cada um. Contudo, as melhores flores para cerimónias fúnebres são as que indicam respeito e compaixão e que traduzem a despedida.

Para o podermos ajudar na escolha de flores para funerais, encontre abaixo um guia sobre o que cada uma das flores transmite nestes dias particularmente difíceis:


1) Cravos

Cravos vermelhos no chão.

Cravos vermelhos estão relacionados com amor e admiração, tornando-os uma das flores mais adequadas para cerimónias fúnebres. A cor vermelha é um símbolo de paixão e evoca um clima de reflexão. Os cravos brancos, por outro lado, são símbolos de inocência e são a melhor escolha caso a pessoa que está a ser lembrada tenha falecido muito jovem.

2) Crisântemos

Diferentes partes do mundo têm diferentes tradições quando se trata de arranjos funerários e as flores que acompanham essas ocasiões. Os países asiáticos como a Coréia, o Japão e a China, veem os crisântemos brancos como um símbolo de luto e pesar. Na Europa, eles estão associados à morte e raramente são encontrados em bouquets sem ser em funerais.

3) Lírios

Uma boa opção de flores para serviços funerários, são os lírios que têm sido associados à triste ocasião da morte de um ente querido. Historicamente, os lírios simbolizavam a inocência e dizia-se que o túmulo da Virgem Maria estava coberto de lírios. Neste sentido, o simbolismo do lírio no funeral é o sono tranquilo e o retorno à inocência.

4) Rosas

As rosas, devido à sua variedade de cores e perfume suave, podem ser usadas para criar um arranjo floral fúnebre muito comovente e simbólico. A rosa é também a flor do amor verdadeiro e a maneira mais óbvia de mostrar a sua emoção em relação ao falecido. As rosas de carmesim escuro são especialmente adequadas, já que estão comumente relacionadas à tristeza e à perda.

5) Gladíolos

Os gladíolos são conhecidos por representar a lembrança e a integridade. São na realidade flores muito apropriadas para o funeral de alguém que estava muito envolvido com seus deveres cívicos e a defender a justiça. Se o ente querido que está lembrando for um advogado, polícia ou juiz, os gladíolos são a escolha acertada.

6) Tulipas

A tulipa é uma flor que existe em várias cores e que se mostra bastante apropriada para uma cerimônia fúnebre. As tulipas vermelhas são consideradas uma declaração de amor. Por outro lado, as tulipas de todas as restantes cores são associadas à graciosidade com que a pessoa falecida percorreu a terra durante a sua vida.

7) Orquídeas

Para uma mulher amada que faleceu, as orquídeas são especialmente comoventes num bouquet de funeral, celebrando a orgulhosa feminilidade e consideração. Tradicionalmente, orquídeas rosa e brancas são as melhores flores para funerais, já que demonstram simpatia pela família e admiração pelo falecido.

8) Narcisos

Especialmente se for a estação dos narcisos, estas flores são muito simbólicas e podem ser bastante adequadas para um funeral. Como eles estão associados à primavera e ao “florescer”, são uma ótima opção se pretende celebrar a vida do falecido em vez de lamentar a morte.

A morte de uma pessoa que nos é próxima pode ser extremamente difícil e emocionalmente desgastante. Muitas vezes, embora queiramos investir o nosso tempo a selecionar as melhores flores para um funeral para nos despedirmos dos nossos entes queridos, a nossa mente está compreensivelmente ocupada com outras questões. Por isso, se não estivermos com cabeça para fazer esse tipo de escolhas, existem diferente serviços de flores que o fazem por nós de uma forma profissional, aliviando-nos.